Google

O que é BLW (Baby Led Weaning)?

por

Baby Led Weaning (BLW) ou Desmame conduzido pelo bebê – Uma nova técnica de alimentação complementar

 

Aderir à técnica BLW requer um entendimento do porque este método pode ser considerado lógico e seguro. Para você mamãe ou papai decidirem com segurança, segue um jogo rápido de perguntas e respostas que irão auxilia-los.

 

O que é?

A Baby Led Weaning (BLW) foi criada por Gill Rapley. É uma técnica, recém chagada ao Brasil, de introduzir os alimentos sólidos diferente da pratica típica de uso de colher para dar papinhas para o bebê. Com a técnica BLW a comida é oferecida picada, em formas e tamanhos que o bebê seja capaz de segurar com as mãos e levá-la à boca, sentado com a família na hora das refeições.

 

Quando posso iniciar?

A maioria dos bebês estará pronto para começar a experimentar alimentos sólidos a partir de seis meses de idade (recomendação da Organização Mundial da Saúde). Os pais de bebês que nasceram pré-termo (ou seja, antes de 37 semanas de gestação), ou que tem qualquer condição médica que possa afetar a sua capacidade de lidar com os alimentos de forma segura ou para digerir uma variedade de alimentos, são aconselhados a discutir com o pediatra, qual o melhor momento e se é válido usar o BLW como único método de introduzir alimentos sólidos.

  

Quais as vantagens?

Essa técnica permite que o sabor, a textura, a cor e o cheiro dos alimentos sejam explorados, por isso a aceitação dos alimentos é maior. Além de incentivar a independência e confiança do bebê, ajuda a desenvolver a coordenação motora.

 

Há perigo do meu bebê engasgar?

É válido ressaltar que o bebê pode engasgar com qualquer tipo de técnica de introdução a sólidos — ou até mesmo com o leite. No entanto, há boas razões para acreditar que seu bebê corre menos risco de engasgar, se ele está no controle do que se passa em sua boca, diferente da alimentação oferecida com o auxílio de uma colher, que estimula o bebê a sugar o alimento direto para a parte de trás de sua boca, ou seja, a chance dele engasgar é maior no segundo caso.

Atente-se quando for ofertar alimentos menores, como o tomate cereja ou ovo de codorna, pois o bebê pode tentar engolir de uma só vez e lembre-se de retire as cascas, caroços e sementes.

 

Quais os alimentos que posso oferecer?

Você pode compartilhar alimentos como frutas, legumes, carnes, peixes, queijos, ovos cozidos, pães, arroz e massas. Prefira os alimentos que são fáceis de cortar em palitos ou tiras grandes quando seu bebê está iniciando.

Ofereça uma variedade de alimentos para garantir que ele receba todos os nutrientes necessários para seu crescimento e desenvolvimento.

 

Coloque isso em prática seguindo os 5 passos

  1. Sente o bebê na posição vertical, de frente para a mesa (no colo ou em uma cadeira de refeição alfa) e apenas certifique-se de que ele pode usar as mãos e os braços livremente;
  2. Escolha momentos em que seu bebê não está cansado ou com fome, para que ele possa se concentrar;
  3. Não apresse seu bebê e evite distrações enquanto ele está lidando com os alimentos. Permita que ele faça as coisas ao seu tempo. E resista à tentação de ajudá-lo, colocando a comida em sua boca;
  4. Tenha calma e persistência, nem sempre o bebê irá comer todos os alimentos oferecidos, desde o começo. Ofereça novamente os alimentos que foram recusados anteriormente – bebês costumam mudar de opinião e passam a aceitar alimentos negados anteriormente.
  5. Não deixe-o sozinho com a comida e mesmo assim fiquem preparados para a bagunça.

 

Agora é com vocês, mamães e papais! Conte-nos através dos comentários suas dificuldades e conquistas nesse momento de introdução alimentar e o que acharam dessa técnica.

 

 

 

Escrito por Angélica Padilha (angelica.padilha@uol.com.br) – Nutricionista, palestrante, colunista, criadora do  projeto “Chega de Adiar” e apaixonada por nutrição e alimentação saudável.

 

 

Gostou? Então deixe um comentário! Conte sua experiência…

Compartilhe com outros pais…

A UNIMP é um espaço de compartilhamento de experiências e descoberta de novos caminhos e ferramentas que facilitem o processo de educação e relacionamento entre pais e filhos. Nossa missão é auxiliar os pais a resgatarem sua autoconfiança e a desvendarem um caminho mais tranquilo, seguro e feliz no processo educacional de seus filhos, tornando-os assim, companheiros de jornada e transformando a família em um porto seguro, que lhes dá inspiração para seguir ultrapassando os obstáculos que a vida pode proporcionar e conquistando sonhos.

Gostou? Deixe um comentário!!!