Google

Filhos e Filhotes – Parte 03/03

por

A psicóloga Cleusa Chagas nos conta como devemos agir quando já temos um amigo peludo em casa e esperamos a chegada do nosso herdeiro (a).

Boa leitura…

————————————————-

Se ainda não possuímos nossos herdeiros de sangue, mas já temos nossos filhos peludos, a questão muda bastante. Quando se nasce em uma família que já possui um pet, a criança exerce um papel diferente, nesse caso como animais são territoriais é muito importante que principalmente com raças pequenas que são mais apegadas ao dono, o cão seja preparado para a chegada da criança desde a gestação.

Deixar o cão cheirar as coisas do bebê e sempre que puder colocar em contato com a barriga são muito importantes. Ao chegar em casa com o recém nascido, deixe seu pet cheirá-lo, ele só tem curiosidade, afinal ele não sabe o que é aquele ser tão pequeno, mas logo ele perceberá que você o ama e que ele deve amar também, pois estudos mostram que além do extinto, cães tem a mesma inteligência e capacidade de compreensão de uma criança de ate 3 anos, ou seja, será uma criança eterna.

Por fim, a criança ao conviver com um pet desde os primeiros dias de nascido desenvolve vínculos melhores, passa a ter uma sensibilidade maior com animais e pessoas, cria senso de responsabilidade mais cedo, sem contar os benefícios emocionais e cognitivos que surgem através do relacionamento entre FILHOS E FILHOTES.

 

Escrito por Cleusa Chagas (terapiapsicomportamental@gmail.com)- Psicóloga clínica comportamental, apaixonada pela psicologia e por animais, acredita que os pets podem auxiliar nas terapias.

Gostou?

Então deixe um comentário! Conte sua experiência…

Compartilhe com outros pais…

A UNIMP é um espaço de compartilhamento de experiências e descoberta de novos caminhos e ferramentas que facilitem o processo de educação e relacionamento entre pais e filhos. Nossa missão é auxiliar os pais a resgatarem sua autoconfiança e a desvendarem um caminho mais tranquilo, seguro e feliz no processo educacional de seus filhos, tornando-os assim, companheiros de jornada e transformando a família em um porto seguro, que lhes dá inspiração para seguir ultrapassando os obstáculos que a vida pode proporcionar e conquistando sonhos.

Gostou? Deixe um comentário!!!