Google

Lancheira saudável sem desafios

por

Olá mamães e papais,

Neste artigo a nutricionista Angélica Padilha (Chega de Adiar) nos ensinará como preparar a lancheira de nossos filhos para que ela seja saudável, e ao mesmo tempo atrativa para os nossos pequenos.

Se gostar, deixe um comentário e nos conte sua experiência com os lanches da sua família…

Boa leitura…

——————

Lancheira saudável sem desafios

Para a escolha dos alimentos da lancheira é importante que se respeite os hábitos e preferências das crianças, sem esquecer de considerar os aspectos nutricionais e a qualidade do alimento que será consumido.

Nesse artigo irei dividir com vocês algumas dicas para tornar essa tarefa mais simples.

Normalmente a maioria das crianças preferem alimentos com baixo valor nutritivo, como salgadinhos, bolachas recheadas, chocolates e outras guloseimas, por isso na hora de montar a lancheira é válido considerar os seguintes aspectos:

  • Convide o seu filho para ajudar a montar a lancheira. Peça a opinião dele. A conversa entre pais e filhos é essencial na hora da escolha dos alimentos. Mostre as opções disponíveis e deixe que ele escolha os alimentos;
  • Opte pelas lancheiras térmicas, pois é essencial que o alimento esteja seguro para o consumo na hora do recreio, sem que haja risco de deterioração do mesmo;
  • Inclua uma opção líquida para repor as perdas nas atividades físicas: sucos, chás, água de coco engarrafados ou em embalagem tetra-pack, preferencialmente sem açúcar, corante e conservante.

Se a opção do dia for o suco de fruta natural ou de polpa congelada, armazene em uma garrafinha térmica, pois ela protege da luz e da temperatura e isso impede que o suco oxide. Se possível prepare o suco perto do horário de ir para a escola;

  • Inclua uma fruta. Opções como banana, maçã, pêra, entre outras devem ser embaladas no papel toalha ou plástico devidamente higienizadas e as frutas pequenas e delicadas como morango, uva, entre outras devem ser armazenadas em um potinho;
  • Inclua um tipo de carboidrato. Pães de farinhas integrais (aveia, grãos, centeio, integral, preto), pão sírio, pão francês com gergelim, bolos simples (laranja, cenoura, maçã, fubá), biscoitos doces ou salgados sem recheios, barras de cereais;
  • Inclua um tipo de proteína: leite e derivados;

Para tornar todos esses itens em uma realidade, planeje o cardápio da semana e envolva a criança no preparo da lancheira para aumentar o interesse dela na hora do consumo na escola.

Agora que você sabe que é possível utilizar produtos saudáveis e práticos para compor a lancheira, compartilhe conosco através dos comentários suas dúvidas ou experiências.

 

Escrito por Angélica Padilha (angelica.padilha@uol.com.br) – Nutricionista, palestrante, colunista, criadora do projeto “Chega de Adiar” e apaixonada por nutrição e alimentação saudável.

 

Gostou? Então deixe um comentário! Conte sua experiência…

Compartilhe com outros pais…

A UNIMP é um espaço de compartilhamento de experiências e descoberta de novos caminhos e ferramentas que facilitem o processo de educação e relacionamento entre pais e filhos. Nossa missão é auxiliar os pais a resgatarem sua autoconfiança e a desvendarem um caminho mais tranquilo, seguro e feliz no processo educacional de seus filhos, tornando-os assim, companheiros de jornada e transformando a família em um porto seguro, que lhes dá inspiração para seguir ultrapassando os obstáculos que a vida pode proporcionar e conquistando sonhos.

2 Comments to Lancheira saudável sem desafios

Gostou? Deixe um comentário!!!

  1. Cláudia Nielsen

    Há algum tempo resolvi mudar a qualidade do lanche escolar dos meus filhos. A mudança não é fácil, mas aos poucos e com a participação deles tem se tornado cada dia mais aceita. Bolachas, cookies, pães integrais, itens orgânicos, fruta (não mando todos os dias), suco (ainda não faço o natural, mas pretendo, também estou em transformação), queijo magro, leite desnatado. Mudamos muitas coisas até em nossa alimentação diária e isso faz com que meus filhos mesmo comendo um macarrão integral, “lambam os beiços” com o molho natural e com carne magra. Creio que vale a pena amá-los cuidando não só ao dar estudo, roupas, passeios mas cuidando também de sua alimentação e futuro, só assim viverão mais e com qualidade.

    Beijossss, Cláudia Nielsen

    • Angélica Padilha

      Cláudia Nielsen obrigada por compartilhar conosco sua experiência e mostrar para outras mamães e papais que é possível sim, buscar uma alternativa mais saudável!
      Parabéns pela sua iniciativa de mudança, vale a pena com certeza!
      Beijos