Google

Resultado da Pesquisa

por

Fizemos uma pesquisa informal que durou aproximadamente 1 ano. Divulgamos a pesquisa na fanpage da UNIMP, e também em vários grupos de mamães, papais e famílias no facebook.

Tivemos 1.505 respostas e aqui está o resultado da nossa pesquisa:

 

A grande maioria das pessoas que responderam a pesquisa foram mulheres, como você pode ver no gráfico abaixo:

No geral, parece que as mulheres ainda estão mais envolvidas pela maternidade, do que os pais pela paternidade. É claro que isso não quer dizer que as mulheres são melhores mães, do que os homens são melhores pais, mas talvez, as mulheres ainda se sintam mais responsáveis pela a educação dos filhos, mesmo tendo conquistado muito mais espaço na carreira profissional durante as últimas décadas.

 

Percebemos também que a maior parte dos respondentes, tem apenas um filho. O que talvez seja efeito desse espaço profissional que a mulher vem conquistando cada vez mais, bem como a preocupação em ter recursos financeiros para criar os filhos.

 

Também percebemos que a maior parte das mães e pais que procuram informações pela internet sobre educação de filhos, ou que estão envolvidos em grupos de debates de educação de filhos, são aqueles com bebês, ou crianças de até 6 anos.

Dos 843 pais que responderam que tem apenas 1 filho:

* 65,5% tem um filho de 0 a 2 anos

* 19% tem um filho de 2 a 4 anos

* 7,5% tem um filho de 4 a 6 anos

* 4% tem um filho de 6 a 8 anos

* 2,5% tem um filho de 8 a 10 anos

* 1,5% tem um filho acima de 12 anos de idade.

 

 

Perguntamos também, qual foi o tipo de parto que seus filhos nasceram. E apesar de termos um movimento bem forte de mulheres que querem viver a experiência do parto normal, a cesária ainda tem sido a forma mais comum de nascimento aqui no Brasil.

Se você ainda não tem filhos, ou se você está esperando um bebê, ou ainda, se pretende aumentar a família futuramente, sugiro que assista o filme “O RENASCIMENTO DO PARTO” . Talvez esse filme possa te ajudar a enxergar pontos importantes e bem naturais sobre o parto que já algum tempo temos esquecido.

Fomos surpreendidos também com uma ótima notícia: quase metade das famílias tem feito uma programação familiar para a chegada dos seus filhos. E veja só, das 731 pessoas que responderam que planejaram a chegada de seus filhos, 90% só tem até 2 filhos:

“Sim, planejei a chegada do meu(s) bebê(s)!”:

67% – 1 filho

23% – 2 filhos

4% – 3 filhos

4% – Estão esperando um bebê ou estão se preparando para ter filhos

1% – 4 filhos

1% – 5 ou mais filhos

 

 

Confirmamos também algo que já sabíamos, que a grande maioria das pessoas preferem a internet para se informar e se preparar para os desafios que a educação de filhos pode nos apresentar. Mas mesmo assim, muitas pessoas ainda contam com a experiência de outros pais que possam aconselhar e lhes revelar alguns segredos que podem salvar boas noites de sono dos pais mais novos.

 

Os nossos próprios pais continuam sendo nosso maior exemplo de como educar os nossos filhos, porém, para a nossa surpresa, uma grande parcela também revelou que não se espelham em ninguém para educar os filhos. Veja:

 

Perguntamos também que nota os pais dariam para si mesmos. E olha que surpreendente: mais de 20% dos pais se deram uma nota igual ou inferior a 4%!!!

A título de informação, desses 326 respondentes, 298 são pais ou mães, e 28 ainda estão se preparando para a chegada dos filhos.

 

Mas a boa notícia é que 97% dos pais que se deram uma nota entre 0 e 4, acreditam que podem ser melhores pais! Isso quer dizer que há algum tipo de preocupação em evoluir nesse sentido, o que pode ser uma luz no fim do túnel para muitas famílias.

 

E para finalizar, perguntamos em quê os pais poderiam melhorar, e 40% disseram que precisam ter mais paciência com as crianças e 26% disseram que precisam brincar mais com os filhos.

 

É certo que a maternidade nos traz uma certa dose de culpa, que as vezes é até meio irracional, mas percebemos que nossa pesquisa serviu para muitas pessoas como forma de reflexão sobre o seu agir de mãe ou pai, e que isso já foi o suficiente para despertar algum desejo de mudança em alguns, ou o desejo de continuar progredindo em outros. Veja alguns comentários que tivemos em nossa página pós-pesquisa:

 

Agradecemos imensamente a todos que participaram da pesquisa!

E se você quiser participar da nossa próxima pesquisa, que em breve será lançada, clique aqui para cadastrar seu e-mail, e ser avisado quando abrirmos uma nova pesquisa…

Um forte abraço e que Deus abençoe você e toda a sua família!!!

 

A UNIMP é um espaço de compartilhamento de experiências e descoberta de novos caminhos e ferramentas que facilitem o processo de educação e relacionamento entre pais e filhos. Nossa missão é auxiliar os pais a resgatarem sua autoconfiança e a desvendarem um caminho mais tranquilo, seguro e feliz no processo educacional de seus filhos, tornando-os assim, companheiros de jornada e transformando a família em um porto seguro, que lhes dá inspiração para seguir ultrapassando os obstáculos que a vida pode proporcionar e conquistando sonhos.

Gostou? Deixe um comentário!!!